sábado, 20 de julho de 2019

Homenagem para mamãe!

Salvador, 20 de Julho de 2019
Minha mamãe querida,
Você sempre dizia que quando eu ficasse mais velho e fosse pai eu iria reconhecer o quanto você é boa para mim. Finalmente quase aos 42 anos e com Benjamin com um ano de vida a sua profecia se concretizou.
Você é uma mãe excelente! Você sempre me dava mais cuidados, carinho e amor do que dava a si própria sempre me priorizando em tudo.
Me levava como você quando ia vender roupa nos bancos e repartições públicas, pois não tinha condição de pagar uma babá para mim. Tudo isso para poder colocar comida em casa e pagar as contas.
Sempre que eu tinha qualquer coisa corria para me levar ao médico a qualquer hora do dia ou da noite. Infelizmente eu tinha asma e várias alergias então sua vida era ir comigo no Alergo e outras clínicas de crianças goguentas como eu. Sem falar que eu adorava aprontar, quebrar braço, furar mão, torcer joelho. Pense em um menino bestão.
Você nasceu em uma época que a igualdade de gênero e raça ainda não eram conceitos muito difundidos, muito pelo contrário o preconceito imperava. Apesar disso, você não me ensinou ideias preconceituosas. Hoje eu percebo o quanto você é sábia. Nós costumávamos até fazer aula de Swing Baiano na academia. Era divertido demais.
Mesmo tendo tido seus problemas com meu pai você nunca me colocou contra ele, muito pelo contrário sempre me incentivou a manter contato e a ser carinhoso com ele.
Você é um dos elos mais fortes da família, sempre preocupada com a união e o bem estar de todos. Parabéns pelo seu coração lindo.
Você até hoje é bastante preocupada com alimentação, fazia suco com todos os tipos de frutas e verduras misturadas. O gosto não era dos melhores, mais isso me fez crescer muito forte, saudável e sem nenhuma frescura com alimentação. Obrigado Mamãe!
Quando eu demorava de chegar da escola você saia na rua me procurando. Também peço desculpas por todas as vezes que eu te deixei preocupada chegando tarde em casa, às vezes até no dia seguinte e às vezes até mesmo sem avisar. Eu nem consigo imaginar o quanto eu vou ficar preocupado quando Benjamin fizer essas coisas que eu fazia com você. Me desculpe mais uma vez.
Quando eu falei que ia morar na Inglaterra você com certeza sofreu muito, mas nunca se opôs a minha ida. Desculpe por ter ficado longe de você por tanto tempo.
Eu tinha dificuldades de reconhecer o quanto você é uma mãe maravilhosa porque você teve uma vida sofrida e muitas vezes ficava nervosa comigo por causa dos seus problemas pessoais. Mas graças a Deus isso já passou e consegui ver que nada disso foi culpa sua, você também era uma vítima da vida.
Seu eu conseguir ser pelo menos 10% de pai, do que você foi para mim de mãe eu tenho certeza que vou ter sido um ótimo pai.   
Obrigado por tudo Mamãe,
 Te amo muito!
Seu filho que querido, Júnior